Inscrições abertas para o Encontro de Música Litúrgica



O evento terá formação com Dom Marcony, bispo auxiliar de Brasília, e a participação de solistas do Coral Palestrina de Apucarana/PR. São eles: Cristiane da Matta, Marcos da Matta e Roselene dos Santos

​​Em parceria com a Arquidiocese de Brasília, o Projeto Levi e a Paróquia São Paulo Apóstolo, do Guará I, promovem o “Encontro de Música Litúrgica”, que acontecerá nos dias 01 e 02/09 (sábado e domingo), dentro da paróquia, localizada na QE 07 Lote F – Área Especial. Com a temática inspiradora e reflexiva: "Queres ver em que eu creio, venha à Igreja ouvir o que canto”, de Santo Agostinho, o intuito do encontro é fortalecer o cenário de canto litúrgico das paróquias do Distrito Federal. As inscrições estão disponíveis aqui.

O bispo auxiliar de Brasília, Dom Marcony Vinícius Ferreira, abordará a realidade do canto a serviço da liturgia em conferência. Além da participação dele, o evento será ministrado por três solistas do Coral Palestrina de Apucarana/PR, tradicional grupo de música litúrgica que já tem mais de 40 CDs gravados, sob a regência da Irmã Custódia Maria Cardoso. São eles: Cristiane da Matta, Marcos da Matta e Roselene dos Santos. Com foco nas Santas Missas, os músicos apresentarão repertório voltado para toda a estrutura da liturgia eucarística, que pode ser executado nas comunidades locais. O evento conta com o apoio da editora Paulus e da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC).

O encontro também visa fornecer instruções litúrgico-musicais e apresentar vasto repertório musical. Voltada para toda a comunidade católica do DF, a iniciativa conta em especial com a presença de cantores, instrumentistas, regentes, animadores e grupos de liturgia. A taxa individual de inscrição, que possui o valor de R$30,00 (2º lote válido até o dia 30/08), inclui a apostila – com abordagem teórica, partituras e cifras – crachá, certificado de participação, almoço de sábado (01/09) e lanches dos intervalos.

Entre os assuntos teóricos a serem expostos, incluem-se: ministérios litúrgico-musicais, cantos que integram e constituem o rito, primazia da assembleia, participação do povo, diferenças entre canto litúrgico e canto religioso e elementos do canto litúrgico. Todo o conteúdo terá como referência os seguintes documentos da Igreja: Sacrosanctum Concilium, Instrução Geral do Missal Romano, Guia Litúrgico-Pastoral e os documentos da CNBB: “Animação da Vida Litúrgica no Brasil” (43), “Pastoral da Música Litúrgica no Brasil” (07) e “A música litúrgica no Brasil” (Estudo 79). Haverá estande da Paulus no encontro com a venda de CDs, livros e documentos. 

Sobre os músicos palestrantes

Cristiane e Marcos da Matta são responsáveis pela coordenação do canto pastoral da Diocese de Apucarana/PR e solistas do Coral Palestrina de Curitiba e de Apucarana/PR, sob a regência da Irmã Custódia Maria Cardoso, CIIC. Em 2013, o casal foi convidado a cantar para o Papa Francisco a música de autoria deles "O Enfermo é Meu Irmão", durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro/RJ. Compositora, professora de canto e de violão, Cristiane possui licenciatura em música pela Faculdade de Artes do Paraná/PR. Também é regente do Coral Catedral Nossa Senhora de Lourdes e do coral de crianças e adolescentes de Apucarana/PR. Há mais de 10 anos, o casal percorre várias cidades brasileiras para ministrar cursos litúrgico-musicais. Semanalmente, o casal ensaia toda a diocese local por meio do programa “Cantar ao Sol Maior”, transmitido pela Rádio Desterro FM, às terças-feiras, às 20h.

Roselene dos Santos é cantora, professora de canto, violão e teclado. Já gravou inúmeros solos nos discos dos grupos citados acima e no Hinário Litúrgico da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Cantou com Cristiane e Marcos da Matta para o Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em 2013, no Rio de Janeiro/RJ. Durante mais de 10 anos, desempenhou trabalho litúrgico-musical na Festa da Penha, em Vila Velha/ES. Leciona oficinas de canto, violão e teclado voltadas para crianças, adolescentes e adultos nas paróquias de Vila Velha/ES. Esteve em Brasília, nos anos de 2003 e 2004, ao ministrar o “Curso de Músicas Infantis”, e apresentou ao público católico brasiliense vasto repertório de canções litúrgicas voltadas para crianças, assessorando a regente Irmã Custódia Maria Cardoso. 

Serviço - Encontro de Música Litúrgica:
Data: 01 e 02 de setembro de 2018
Horários: 8h às 19h (sábado) e 8h às 12h (domingo)
Local: Paróquia São Paulo Apóstolo (Guará I/DF)
Endereço: QE 07 Lote F – Área Especial
Taxa de inscrição: R$25,00 (1º lote), R$30,00 (2º lote) e R$35,00 (3º lote)
Mais informações: (61) 99925-0706 e 99629-8227

PROJETO LEVI REALIZA WORKSHOP EM 14.07.18




O “Workshop de Música Católica”, promovido pelo “Projeto Levi”, está chegando! Com data marcada para o dia 14 de julho (sábado), a iniciativa possuirá módulos de formação musical para o público católico de todas as idades, incluindo crianças, adolescentes e adultos. O evento acontecerá das 14h às 19h, no Centro Educacional 02 do Guará I (GG), localizado na QE 7 (Área Especial), ao lado da Paróquia São Paulo Apóstolo. A partir de agora, inscrições com taxa de 20,00, somente no local do evento, a partir das 14h no dia 14/07/18. 

As oficinas de música serão ministradas por capacitados profissionais de Brasília. São eles: Júnior Parente (canto), Fabrício Aredes (teclado), João Marcos (guitarra/violão), Flávio Anastácio (contrabaixo), Rick Macedo (bateria) e Valvilene Soares (musicalização infantil). Com vagas limitadas, os interessados poderão selecionar a classe pretendida no momento da inscrição. Não há exigência de nível de conhecimento para participar, mas é ideal ter ao menos vivência básica na área desejada.

Por meio do aprendizado recíproco entre formadores e participantes, o encontro visa a partilha de experiências e ensinamentos, que podem interferir positivamente no serviço litúrgico-musical executado nas paróquias do DF e na evangelização por meio da música. A inscrição individual, no valor de R$17,00, inclui o coffee break e o certificado de participação.

Sobre os músicos convidados:

Oficina de canto: Júnior Parente é cantor, compositor e arranjador vocal. Estudou teatro musical e regência na escola de música Claude Debussy, em Brasília. Esteve na cidade de Évora, em Portugal, para apresenta-se e ministrar um workshop de canto gregoriano com frades beneditinos. Ao iniciar as atividades como solista e compositor na cidade natal de Unaí/MG, serviu no ministério de música “Grão de Areia” e na Renovação Carismática Católica local. Na capital federal, atuou no ministério de música da “Comunidade Católica Átrios”, no Gama/DF. Atualmente, possui trabalho de carreira solo e lançará, em breve, um EP com gênero soul music.

Oficina de teclado: Fabrício Aredes é tecladista católico na capital federal que possui mais de 15 anos de experiência. Atualmente, cursa piano erudito na Escola de Música de Brasília (EMB) e passou anteriormente pela instituição Bsb Musical. Hoje, acompanha a cantora católica Kell Duarte em shows, além de participar de lives musicais no Facebook com ela e o cantor Rodrigo Soalheiro. Já atuou como correpetidor da cantora católica Michelle Abrantes.


Oficina de guitarra/violão: João Marcos é guitarrista em Brasília e integrante, há 10 anos, da “Banda Maranatha”. Tocou com o grupo em diversas celebrações solenes da Arquidiocese de Brasília. Também teve a oportunidade de acompanhar personalidades da “Canção Nova”, incluindo Dunga, Salete Ferreira e Sapo. Atualmente, trabalha com composição de trilha sonora para cinema e participa da “Banda Sacralma” como guitarrista e tecladista.



Oficina de contrabaixo: Flávio Anastácio é contrabaixista em Brasília e, atualmente, cursa licenciatura em música no Centro Universitário Claretiano. Atua em casamentos na “Vibratto Consultoria Musical” com o cantor Pedro Eduardo, ex-participante do programa The Voice. Também acompanha os cantores Igor Rafael e Diácono Tchesco e executa trabalho na “Melodia Produções Musicais” e na banda “Canta Arte”. Participou de diversas edições do Curso de Verão da Escola de Música de Brasília (Civebra), em oficinas ministradas pelos renomados professores André Vasconcelos e Oswaldo Amorim.

Oficina de bateria: Rick Macedo é baterista em Brasília com 18 anos de carreira. Atualmente, é líder e baterista da banda católica “SoundFé”, vice-campeã do festival “Brasília Independente”, da TV Globo, realizado em 2017. Atuou na produção e gravação do disco “Som, Poesia e Movimento”, da banda mencionada, em 2016. O CD recebeu a indicação a oito categorias do “Troféu Louvemos”, no ano passado.  



Oficina de musicalização infantil: Valvilene Soares é violonista e catequista na Paróquia Nossa Senhora da Esperança, localizada em Vicente Pires/DF. Teve aulas de leitura de partitura e de canto com o professor Chaguinha. Atualmente, desempenha trabalho de evangelização com crianças na igreja por meio da música.






Sobre o Projeto Levi
Criado em 2009, a iniciativa de amigos da música católica tem o objetivo de promover formação musical, espiritual e litúrgico-musical para os musicistas da capital federal. Vinculado à Paróquia São Paulo Apóstolo (PSPA), do Guará I, é atualmente acompanhado pelo pároco Padre Sérgio Murilo. De origem hebraica “Lêwi”, o nome “Levi” significa juntar, ou ainda “hillaweh”, com a definição “unir”.

Serviço – “Workshop de Música Católica”:
Data: 14 de julho (sábado)
Horário: 14h às 19h
Local: Centro Educacional 02 do Guará I (GG)
Endereço: QE 07 Área Especial "M", Guará I (ao lado da Paróquia São Paulo Apóstolo)
Classificação: Livre

Informações:
WhatsApp: (61) 99629-8227 – Adilson / (61) 99836-2569 – Júnior / (61) 98319-2126 – Thiago

PERCEPÇÃO MUSICAL PARA CANTORES

por: autor desconhecido [*]
Quero começar esta aula com a seguinte pergunta: o que é percepção para você? Vou dar algumas dicas. Tudo o que nossos ouvidos conseguem captar, todos os tipos de sons imagináveis, correspondem a uma capacidade muito importante do ser humano, a capacidade da percepção auditiva. Graças a ela, você pode se situar e se adaptar num ambiente escuro, ou perceber acontecimentos que estão longe de nosso campo de visão, por exemplo. Nossos ouvidos devem funcionar como anteninhas que detectam tudo o que acontece á nossa volta, nos tornando assim pessoas mais alertas. Tente imaginar uma situação em que você está sozinho, numa rua escura e deserta; uma boa percepção auditiva pode auxiliá-lo a tomar uma atitude diante de um possível perigo. Portanto, fique ligado! Agora, vamos falar da percepção que você, músico consciente, precisa ter na ponta da língua, ou melhor, na ponta da orelha! Falo da percepção musical, a arte de perceber ritmos e melodias.
Para um cantor, a percepção melódica consiste em reproduzir fielmente, através da voz, os sons sucessivos que seus ouvidos estão captando, ou produzir com a voz sons que se encaixem no contexto musical que está ouvindo, contexto este a que chamamos de harmonia. O trabalho de percepção é um dos primeiros realizados em uma aula de canto, Afinal, cantar afinado e com as notas certas deve ser o objetivo de qualquer cantor.
Quando escutamos um cantor que não está afinado de acordo com a harmonia da música que está cantando, isso nos deve soar, no mínimo, estranho. Tente comparar esta situação á de uma pessoa que deseja ir para a Zona Norte de São Paulo, mas que por falta de informação acaba tomando o caminho rumo á Zona Sul. Este exemplo ilustra a importância de se pensar numa aula de canto para corrigir esta falha gravíssima de percepção. Se somos capazes de guardar tantas informações do cotidiano, por que não podemos também gravar os sons musicais? Digo isto por que conheço muitas pessoas que não conseguem perceber que o que elas cantam não corresponde ao que escutam. Essas pessoas precisariam aprender a comparar o que cantam com o que escutam. Por exemplo: se você quer cantar uma música de seu cantor favorito, procure ouvi-la atentamente por várias vezes, não tente cantar com a gravação logo de cara, pois isto não permite que você perceba detalhes essenciais da música. Quando cantar junto á gravação, cante num volume de voz baixo, para que consiga escutar o cantor e você simultaneamente, e possa, assim, fazer a comparação entre ambos. Depois de um tempo, tente gravar a sua voz e compará-la com a gravação profissional.
É lógico que este exercício não tem a profundidade de uma aula de canto, mas já o ajudará a perceber melhor a sua voz. A percepção rítmica também é muito importante, pois indica as acentuações e prolongamentos necessários para uma boa interpretação.
Desta forma, dá para se perceber que sem percepção musical rítmica e melódica, você levaria no máximo o ‘troféu abacaxi’, como diria nosso saudoso Chacrinha!
Se você quer realmente cantar, pense nisso com muito carinho.

[*] – Nota: Os editores do Projeto Levi não localizaram informações acerca do autor deste artigo. Qualquer contribuição acerca desta informação será bem-vinda.

Mais um evento com a Graça de Deus!

Hoje, 10/03/18, foi dia de mais aprendizado com os irmãos Pedro Farias e João Marcos. Aconteceu mais um evento Workshop Básico de Sonorização Para Igrejas.
Ei, vc que saiu de sua casa hoje para nos brindar com a sua preciosa presença participando deste evento, sentimos que o coração de Jesus também se alegrou! Receba nossa gratidão!

Reze por nós do Projeto Levi

Deus abençoe cada um de vcs!

Projeto Levi promove Workshop Básico de Sonorização



O Projeto Levi, preparou para o mês de março um evento especial: Workshop Básico de Sonorização para Igrejas.

Este workshop é aberto a todos, mas especialmente voltado para as Igrejas (músicos, bandas, ministérios, animadores de liturgia, líderes de Igrejas, aprendizes e interessados).

O evento tem como objetivo de capacitar as pessoas a conhecerem mais dos conceitos de áudio e dos recursos dos equipamentos de som das igrejas e também capacitar aqueles que se voluntariam ou que são iniciantes em operação de som.

Para conduzir este evento e partilhar seus conhecimentos e experiências, convidamos os músicos e técnicos de som: João Marcos e Pedro Farias, ambos com grande conhecimento técnico e prático em áudio e equipamentos de som, uma vez que além de exercer o ministério de música, lidam com a parte de sonorização em eventos da Igreja Católica.

Entre os assuntos que serão abordados, estão: Som (características básicas), ondas, frequências, posicionamento dom som (ambiente e reverberação), características dos equipamentos (padrão polar de microfone, mesa, amplificador, estrutura de ganho...), parte prática e muito mais.

O grande diferencial do curso é seu baixo custo (R$ 15,00) por pessoa e o fato de demandar pouco tempo das pessoas interessadas, apenas 04 horas de duração.

Para participar é necessário fazer a inscrição neste link (https://goo.gl/7mHYCG) e realizar antecipadamente o pagamento da taxa de inscrição (R$ 15,00 por pessoa).

O evento acontecerá sábado, dia 10 de março, a partir das 14h, no subsolo da Paróquia São Paulo Apóstolo, Guará I – DF.

Informações: 61 98319-2126 / 61 99629-8227

Realização:
Projeto Levi