12/06/2017

Dicas para a produção e gravação de CD

Acredito que para todo artista, seja ele direcionado a um conteúdo cristão ou não, sonha por esse momento tão esperado de produzir suas canções e lançar um disco! Ter um CD próprio é como um filho! Você tem um zelo tremendo com ele, tem deveres e obrigações com aquele trabalho, etc.

antigamente, até meados da década de 90, era mais complexo gravar um disco, pois o custo da produção era muito alto. Isso porque toda a produção era apenas em Grandes Gravadoras, pois só elas possuíam os equipamentos necessários para gravar e recursos para lançar um disco no mercado, somente elas tinham poder de introduzir uma música nas mídias (até então rádios e TVs apenas). Enfim, se não tinha verba, o jeito era torcer para que alguma gravadora gostasse e acreditasse no seu trabalho para poder realizar o sonho de ter um disco!

hoje, tudo se tornou mais fácil financeiramente falando, porém com essa praticidade, “TODO MUNDO” resolveu gravar discos, e isso gerou um aumento considerável de trabalhos com pouco conteúdo, mal instruídos, catalisando em trabalhos de qualidade média ou baixa.

infografico_producao_de_cd_cartoon_04

acredite_no_seu_trabalho
Acredito que o primeiro passo seja ter convicção sobre sua arte! Aquilo tem que ser sua realidade!
Vejo muitas pessoas tentando “aproveitar o momento” buscando um estilo que está dando certo naquela fase do mercado musical, ou “se não deu certo no estilo x, vou tentar o y”. Enfim, o seu trabalho tem que representar o que você é! Aquilo que você acredita, e se for cristão, VIVA O QUE VOCÊ PRETENDE TRANSFORMAR EM DISCO.
Lembre-se: Você está ETERNIZANDO algo! Que seja verdadeiro!

infografico_producao_de_cd_cartoon_02

um_bom_disco_comeca_com_um_bom_repertorio
O tema “um bom Repertório” é muito amplo e merece uma matéria só sobre ele, mas vou tentar ser prático.
Vejo pessoas investindo altos valores em “estúdios de grande porte”, músicos famosos, instrumentos caros, mas esquecendo do principal, “A MÚSICA”. Trocando por miúdos, se a música é boa, será boa da forma mais simples que você fizer! Se a música for ruim, você pode até ter um disco “bem gravado”, com arranjos incríveis, mas será apenas uma maquiagem, a música continua sendo ruim. Então, FOQUE NAS COMPOSIÇÕES! Elas serão responsáveis pelo triunfo do seu trabalho! Uma boa letra, em harmonia com uma melodia “gostosa” de se ouvir, sem ser cansativa, e que seja dinâmica, ou seja, que faça sentido quando você escuta, é um ótimo começo para você. Se o disco tem um “tema”, as letras precisam compor a ideia do tema. Parece óbvio, mas vejo muitos discos com composições “aleatórias” que parece que só estão ali pra fazer número ao trabalho. Isso não é legal.
Se você queria um disco com 10 músicas, mas só conseguiu oito que combinassem com o propósito do disco, não “encha lingüiça”! Faça um disco com oito canções! É melhor! Vai por mim!

infografico_producao_de_cd_cartoon_03

custos
Antes de começar qualquer coisa, você precisa ter uma ideia de quanto vai ficar a “brincadeira”. Para se ter uma boa ideia comece com três perguntas básicas: O que me gerará custos? Onde eu posso economizar? E onde eu NÃO DEVO economizar?
o_que_me_gerara_custos
Algumas coisas são fáceis de identificar de cara:
• Estúdio para gravar
• Designer para desenvolver o projeto gráfico do disco
• Fábrica pra prensar o disco (onde serão feitas as duplicatas do projeto)
Já outras não são tão claras para algumas pessoas, como por exemplo: um PRODUTOR MUSICAL! Muitos não entendem muito sua função, mas para a produção de um disco é de SUMA IMPORTÂNCIA a presença de um! Por mais que você faça todo o processo criativo da sua banda, crie arranjos e tudo mais, é importante ter uma “VISÃO DE FORA”, alguém que não tenha tanto apego emocional com o trabalho quanto você. Essa pessoa saberá separar o “pessoal do profissional” digamos, e fará somas satisfatórias ao trabalho! Acredite!
onde_eu_poso_economizar
Se seu trabalho não tiver a necessidade de gravar coisas grandiosas (como orquestra de cordas, coral, etc.), não tem a necessidade de procurar um estúdio de grande porte! Até porque hoje em dia, são caríssimos e com o avanço das tecnologias, se igualaram bastante no resultado final com até mesmo, alguns home estúdios que estão competindo por igual no mercado.
Mas antes de escolher um estúdio observe: avalie seus portfólios, não vá pelo preço, faça a relação Custo x Benefício sempre, escolha um lugar que te faça sentir CONFORTÁVEL para o trabalho com o seu disco, afinal, você está lidando com sua ARTE, com o EMOCIONAL e não tem coisa pior do que fazer isso num lugar onde não seja agradável.
Se algum membro da banda trabalha com alguma atividade que será indispensável no disco, aproveite isso pra economizar também! Por exemplo: Se você trabalha como designer, pode você mesmo realizar o projeto gráfico do disco (SE E SOMENTE SE, for realmente capacitado para fazê-lo, caso contrário, deixe com um profissional experiente, pois os detalhes farão a diferença no final das contas).
onde_nao_devo_economizar
Simples. MÃO DE OBRA! Costumo dizer que 80% do resultado de um trabalho se deve a sua mão de obra. Se ela é ruim, ficará 80% ruim, se ela é boa, 80% já está praticamente garantido, simples assim. Produtor musical, designers, músicos, engenheiro de som, fotógrafos, enfim, todos que trabalharão no seu disco devem ter mão de obra especializada! Isso terá um grande peso no resultado final do seu disco.

infografico_producao_de_cd_cartoon_05
infografico_producao_de_cd_cartoon_06

pre_producao_pos
Enfim começam as gravações do seu disco!
Depois da escolha do repertório e definir “a mão de obra especializada” você deve partir para a PRÉ-PRODUÇÃO do disco! Seria basicamente o momento da CRIAÇÃO! É hora de juntar as ideias e começar o processo criativo. O PRODUTOR ajudará bastante nesse momento para deixar tudo organizado e começar “a casa pelo alicerce e não pelo telhado”. Pode-se também nesse momento, junto ao produtor, realizar a ESCOLHA DO REPERTÓRIO. O Produtor pode ser um grande aliado na escolha das canções para esse trabalho! Hora também de desenvolver os mapas das canções, criar os primeiros arranjos instrumentais e vocais, etc.
Feita uma boa PRÉ-PRODUÇÃO, aí o processo de PRODUÇÃO em si fica fácil! É hora de gravar! Com um bom engenheiro de som no projeto, isso será fácil! Se você escolheu bem, confie nele! Ele vai tirar o melhor som que puder de cada instrumento e voz gravada no processo.
E por fim, vem a PÓS-PRODUÇÃO. Depois de tudo gravado vem o refinamento do som! Momento onde temos as edições do que foi gravado, as quantizações (os acertos dos tempos), afinações de vozes, Mixagem das canções e por fim, a Masterização do disco!
Atenção! Enquanto você produz a parte musical do projeto, você já pode ir desenvolvendo a outra parte “da coisa toda”, ou seja, fotografia, designer do disco, agendamento da prensagem (em caso de disco físico), etc.

registro_das_cancoes
Não se preocupe com o registro das canções antes do disco ser divulgado (ou que qualquer música tenha sido publicamente apresentada, na web, TV, rádio, etc.). Agora, antes de tornar tudo isso público, evite possíveis futuras dores de cabeça e faça os registros das canções que compõe esse álbum. Será mais prático para legalmente justificar qualquer coisa mais para frente, caso precise.
Você pode fazer de uma maneira mais formal na BIBLIOTECA NACIONAL, situada no estado do Rio de Janeiro, ou em SITES SÉRIOS que trabalham com CERTIFICAÇÕES DIGITAIS LEGAIS sobre obras intelectuais, como por exemplo, o site MUSICASREGISTRADAS.COM (Vale muito a pena a pesquisa).

infografico_producao_de_cd_cartoon_08

divulgacao_1
Antigamente, só se podia propagar sua canção, se conseguisse lançar por uma gravadora. Ou seja, se tivesse distribuição física do disco. Hoje em dia as mídias sociais são os meios mais fortes de divulgação de um trabalho. E não precisa ser uma empresa pra usufruir desse meio. Existem produtoras especializadas em gerar conteúdo em mídias sociais que são extremamente eficientes para um bom resultado final do seu projeto. É quase que uma ciência! Se seu objetivo é profissionalizar seu trabalho, sugiro que pesquise tudo o que puder sobre divulgação em mídia social, inclusive sobre essas produtoras que vivem desse tipo de trabalho. Vale muito a pena!

infografico_producao_de_cd_cartoon_07

Por fim, acredite no seu trabalho antes de qualquer coisa! Tenha fé naquilo que deseja realizar e não poupe esforços, nem pule etapas! SE ORGANIZE! PESQUISE! PESQUISE e PESQUISE! Analise todos os portfólios e principalmente as boas indicações! Economize em tudo que puder, MENOS na MÃO DE OBRA! Lembre-se: 80% (ou mais) de um projeto é de responsabilidade de quem, de fato, põe a “mão na massa”, então escolha bem e confie nos profissionais que cuidarão “do seu futuro filho”.
fim_boa_sorte

Fonte: http://www.a12.com

Compartilhe: